Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

ode à rotina

sobre o feio e o bonito. a minha rotina é ler.

 

Roubei daqui.

 

1. Uma personagem que sabe ou gosta de cozinhar.

Eu sei que já respondi com o nome dela numa pergunta do género, mas é-me muito difícil pensar em personagens que saibam ou gostem de cozinhar, por isso, escolho a Vianne Rocher (Chocolat de Joanne Harris). Tecnicamente, ela faz doçarias, mas as doçarias dela têm propriedades especiais que ajudam os problemas de toda a gente. Eu acho que os chocolates da Vianne dar-me-iam muito jeito.

 

2. Uma personagem com dinheiro para financiar o jantar.

Don Corleone (The Godfather de Mario Puzo). Por favor, o homem é da máfia, tem dinheiro que chegue e ainda nos encontra um local resguardado para o jantar.

 

3. Uma personagem que poderá fazer uma cena.

Asami Matsumoto. Eu adoro a Yuri, apesar de saber que, provavelmente, ela é uma das personagens menos apreciadas de Nana (de Yazawa Ai). Yuri é o stage name dela, porque a Asami é uma porn star muito susceptível a cenas de ciúmes e tiradas inapropriadas, daí a minha escolha.

 

4. Uma personagem divertida ou que sabe entreter.

O João da Ega (Os Maias de Eça de Queirós)! O Ega está aqui no coração e eu tenho a certeza que ia derreter-me toda a ouvi-lo falar horas sem fim sobre política ou literatura (ou outras coisas, porque é o Ega e o Ega tem permissão para falar sobre o que quiser comigo).

 

5. Uma personagem muito social ou popular.

A Laura Palmer (The Secret Diary of Laura Palmer de Jennifer Lynch), claro. Ninguém imagina o tamanho do amor que tenho pela Laura e ela é uma personagem bastante social (para o bem e para o mal).

 

6. Um vilão.

Vou convidar o John Willoughby (Sense and Sensibility de Jane Austen). Eu adorava convidar o Kiriyama, mas tinha medo que ele assassinasse os convidados (idem aspas para a Mitsuko), o President Snow podia ter a ideia de nos fazer lutar até à morte pelos chocolates da Vianne e o Cambriel perdeu por questão de qualidade literária.

O Willoughby tem uma personalidade que cativa os outros, apesar de tudo, e consegue ser divertido. 

 

7. Um par - não necessariamente romântico.

Ah meu Deus, não consigo escolher! Estou indecisa entre Osaki Nana e Komatsu Nana (Nana de Yazawa Ai), Noah Shaw e Mara Dyer (Mara Dyer Series de Michelle Hodkin), Shuya Nanahara e Noriko Nakagawa (Battle Royale de Takami Koushun) ou Sumire e K (Sputnik Sweetheart de Haruki Murakami). As primeiras por serem a minha relação de amizade favorita; os segundos porque apesar de não gostar particularmente do Noah enquanto personagem individual, ele e a Mara fazem um par muito interessante; os terceiros, porque eles merecem um jantar; os últimos, pois acho que têm uma dinâmica interessante, adoro a Sumire e quero dar oportunidade ao K para estar com ela novamente.

 

8. Um herói ou heroína.

Elizabeth Bennet (Pride and Prejudice de Jane Austen), apesar de também ter tido indecisões. Quem não gostaria de jantar e conversar com a Lizzy?

 

9. Uma personagem que é sub-valorizada.

Colonel Brandon (Sense and Sensibility de Jane Austen). Ele não vai gostar nada do facto de eu ter convidado o Willoughby, mas eu vou estar a noite toda a conversar com ele e não vou ligar nenhuma ao outro que é para castigo.

Acho que é uma injustiça que a maior parte dos fãs se dedique apenas ao Darcy. 

 

10. Uma personagem à minha escolha.

Ai, preciso de ajuda. Já sabia que nesta pergunta ia escolher uma personagem da minha autoria, porque fuck it, mas agora não sei para onde virar-me.

Peço perdão aos outros todos, mas Nathaniel Rossi. É a pessoa certa para ter num jantar e já sei que vai estar o tempo todo a fazer perguntas engraçadas.

 

Cheira-me que isto vai dar mau resultado.

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.