Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

ode à rotina

sobre o feio e o bonito. a minha rotina é ler.

 

Sinopse:

Can Anna find love in the City of Light?
Anna is happy in Atlanta. She has a loyal best friend and a crush on her coworker at the movie theater, who is just starting to return her affection. So she's less than thrilled when her father decides to send her to a boarding school in Paris for her senior year. But despite not speaking a word of French, Anna meets some cool new people, including the handsome Étienne St. Clair, who quickly becomes her best friend. Unfortunately, he's taken —and Anna might be, too. Will a year of romantic near misses end with the French kiss she's waiting for?

 

Review:

Vou só começar por referir que a outra capa é horrenda e eu prefiro esta.

 

Quanto ao livro em si, não podia estar mais satisfeita pela sugestão. Foi uma das histórias mais encantadoras que já li e, como não costumo ler muitos contemporâneos, foi uma boa introdução ao género. 

Habitualmente, o tipo de contemporâneo que leio tende a ser mais voltado para temas como a auto-descoberta, quase sempre livros que se voltam muito para o crescimento de uma única personagem. Para ser sincera, gostei mais deste e achei que as páginas transmitiam uma frescura que impele a ler rapidamente.

 

As personagens são interessantes e originais. Identifiquei-me muito com a Anna que é uma blogger e publica reviews sobre filmes. As paixões dela cativaram-me e as inseguranças dela são-me familiares. Adorei ver o crescimento da personagem e reconheci até alguns dos preconceitos dela que se encontram tão facilmente quando lidamos com outras culturas.

O Étienne é um doce. Honestamente, as minhas expectativas em relação a homens estão a ficar mais altas que a Torre Eiffel e o St. Clair contribuiu, sem dúvida, para isso.

A autora fez um exclente trabalho com o protagonista masculino, não apenas pela questão do carisma, mas também por tê-la tornado credível. Os defeitos e fraquezas afastaram-no da idealização com que tropeçamos tantas vezes neste tipo de livro. Ele é um rapaz normal com fobias que o tornam extremamente real. O seu aspecto físico também é um ponto positivo, pois é um aspecto físico sem grandes extravagâncias (estou um pouco farta dos olhos cor de pedra preciosa) e o facto de ele ser mais baixo do que a Anna também quebrou o estereótipo.

Gostei de ver diversidade no tipo de corpo, na cor da pele, na etnia e na cultura de cada um.

 

Em relação à plot, é leve e rápida, tem muitos momentos engraçados e românticos, mas também consegue tocar o coração do leitor. Teve alguns twists que eu não esperava e o final foi agradável.

 

Penso que houve uma certa tendência de ver a Europa de um ponto de vista demasiado exótico. Alguns dos preconceitos em relação a esta ou aquela nacionalidade não foram desfeitos e, embora concorde que Paris é uma cidade encantadora, gostaria de ter visto menos idealização. É uma pena que os estereótipos entrem neste ponto, quando pareceram tão bem desfeitos no que toca às personagens.

 

Recomendo este livro a toda a gente e tenciono impingi-lo com frequência!

 

Classificação:

4 out of 5 stars

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.